Formação profissional: a radiografia de um setor onde há margem para melhoria

A formação profissional tem vindo a ganhar importância num contexto global. Uma investigação da consultora Deloitte, com dados de até 2019, demonstra que a formação é uma das grandes tendências do mundo do trabalho, quer na vertente empresarial, quer na vertente do trabalhador, que cada vez mais valoriza as oportunidades de aprendizagem contínua em contexto de trabalho na hora de avaliar as propostas de emprego das empresas.

Em Portugal, o Relatório sobre Emprego e Formação do Ministério do Trabalho, publicado em meados de 2019 (com dados referentes a 2018), permite-nos fazer uma radiografia ao panorama da formação profissional no nosso país, concluindo que ainda há margem para muitas melhorias neste setor.

A infografia (em cima) resume os principais indicadores que o relatório do Ministério do Trabalho revelou.

Na análise a estes dados, o economista João Cerejeira, um dos autores do Relatório, afirmou que há uma tendência de crescimento na aposta em formação contínua por parte das empresas, no entanto, ela parece vir a reboque da legislação, em que as empresas ministram formação aos seus colaboradores para cumprir o requisito legal, não sendo sempre uma decisão estruturada, e com vista à valorização das competências dos funcionários. [mais detalhes aqui]

Este fenómeno descrito pelo também professor de Economia da Universidade do Minho encontra explicação no facto de as empresas procurarem cumprir com a legislação, minimizando o custo que isso acarreta, particularmente para as microempresas, que representam a esmagadora maioria do tecido empresarial português.

Segundo o Eurostat, Portugal é o 2º país da União Europeia (UE) onde as Pequenas e Médias Empresas (PME) têm maior peso. [mais informações aqui] Na média da UE a 28, as microempresas – empresas com até 10 trabalhadores – representam 93% do total, sendo que em Portugal, segundo a Pordata, a percentagem de microempresas representa 96% do tecido empresarial. Neste contexto, torna-se imperioso para as empresas nacionais serem criteriosas na escolha das formações que proporcionam aos seus colaboradores.

A Alves & Rasteiro Engenharia, Consultoria e Formação é uma entidade formadora certificada pela DGERT, estando habilitada a ministrar formação em 3 áreas que se revestem de um cariz transversal, e de vital importância para pessoas e empresas, nomeadamente nas áreas da Proteção de Pessoas e Bens, da Saúde, e da Segurança e Higiene no Trabalho. No âmbito dos nossos serviços, ministramos cursos de formação, e ainda prestamos apoio na elaboração do plano de formação das empresas.

Precisa de apoio nesta matéria? Contacte-nos que nós ajudamos!


Partilhar:

Precisa de ajuda?