ISO 45001 – as principais mudanças em relação à OH18001

De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), todos os dias morrem mais de 7 600 pessoas devido a acidentes ou doenças relacionadas com o desempenho das suas profissões. Atenta a estes dados, a ISO - International Organization for Standardization (Organização Internacional de Normalização), juntamento com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) desenvolveram a norma ISO 45001 de acordo com a estrutura de outras normas ISO já sobejamente conhecidas, tendo por base padrões internacionais já reconhecidos no mesmo âmbito, nomeadamente a norma britânica OHSAS 18001.

Portanto, a ISO 45001 define padrões internacionalmente reconhecidos para Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho. Esta norma, publicada em 2018, vem então substituir as orientações da norma britânica OHSAS 18001, melhorando alguns ditames, e desenhando toda a norma para se integrar nos moldes dos sistemas de gestão de normas como ISO 9001 (gestão da qualidade) e ISO 14001 (gestão ambiental).

Para as organizações que tenham implementado a OHSAS 18001, o prazo para a transição entre as duas normas foi alargado devido à pandemia, sendo que a nova data limite é 11 de setembro de 2021. Os sistemas implementados de acordo com a OHSAS 18001 podem ser auditados segundo essa norma até 30 de setembro de 2020.

Integração com outras normas é uma das vantagens

Uma das grandes vantagens desta transição é precisamente a possibilidade de integração desta norma com outras que as entidades tenham já implementadas. Tendo em conta que a estrutura e a nomenclatura são iguais, quando se faz uma auditoria ao sistema, o mesmo tópico pode ser logo auditado considerando os aspetos da qualidade (ISO 9001), ambiente (ISO 14001), e segurança no trabalho (ISO 45001).

A implementação desta norma é um investimento que faz sentido para todas as entidades que pretendam melhorar o seu desempenho em matéria de segurança e saúde no trabalho, diminuir os riscos operacionais, e proporcionar melhores condições de trabalho, operando de acordo com uma norma reconhecida internacionalmente.

ISO 45001 traz a clarificação de conceitos

A ISO 45001 traz várias novidades em relação à OHSAS 18001. Uma das mudanças mais significativas é a modificação de conceitos estruturantes como risco, local de trabalho, e trabalhador. Além disso, o sistema está focado na identificação de riscos e na forma de os controlar/minorar, valorizando também as oportunidades de melhoria e de otimização de todo o sistema. Outra diferença assenta no papel fundamental que é atribuído à liderança da organização, que tem uma participação ativa em todo o sistema. Nesta norma passa a usar-se o termo “informações documentadas”, substituindo o termo “documentos e registos” da OHSAS 18001, passando a aceitar informações eletrónicas mantidas em smartphones, por exemplo.

Numa altura em que a segurança e saúde no trabalho ganha particular relevo societal, a norma ISO 45001 dá resposta a várias questões e anseios das organizações, garantindo eficiência e reconhecimento internacional às entidades que apostem na sua implementação. Na Alves & Rasteiro auxiliamos a sua empresa em todo o processo de implementação da ISO 45001, contacte-nos!


Partilhar:

Precisa de ajuda?