Alves Rasteiro

Glossário

p

PAINEL DE CANTONAMENTO - Elemento vertical de separação montado no teto ou na parte inferior da cobertura de um local, com o fim de prevenir a propagação horizontal do fumo e gases de combustão.

PARQUE DE CAMPISMO - Recinto ao ar livre destinado à instalação de tendas, bem como de reboques, caravanas, autocaravanas e demais material para a prática do campismo, podendo conter edifícios e estruturas de apoio, permanentes ou desmontáveis, de lazer ou de alojamento destinados aos campistas.

PARQUE DE ESTACIONAMENTO - AUTOMÁTICO - parque de estacionamento coberto sem acesso ao público, no qual a movimentação e a arrumação dos veículos é feita exclusivamente por meios eletromecânicos.   ABERTO - parque de estacionamento coberto, sem boxes, cujas paredes exteriores dispõem, em cada compartimento corta-fogo dedicado a estacionamento, de aberturas permanentes cuja área é superior a 25% da área das paredes. COBERTO - parque de estacionamento delimitado por uma envolvente com cobertura. COM PISOS DESNIVELADOS - parque de estacionamento em que cada piso se desenvolve em dois ou mais níveis distintos, comunicando entre si; considerando-se um piso o conjunto desses níveis, cuja diferença de cotas não ultrapasse metade da altura piso a piso. FECHADO - parque de estacionamento coberto onde não se verifica a condição que permita classificá-lo como aberto. AR LIVRE - parque de estacionamento fora da via pública, delimitado por uma envolvente sem cobertura. HELICOIDAL - parque de estacionamento com pavimento contínuo, desenvolvendo-se em hélice ou com outra forma, no qual cada piso corresponde a um passo da hélice contado a partir do plano de referência.

PÁTIO INTERIOR - Átrio, poço de luz ou saguão. Vazio interior correspondente a um volume aproximadamente paralelepipédico cuja menor dimensão horizontal é inferior à respetiva altura. Consoante a existência ou não de cobertura designa-se respetivamente por coberto ou ao ar livre. O pátio interior é ainda designado por aberto, no caso de um ou mais pisos se encontrarem abertos em permanência sobre o vazio central, ou fechado, quando as fachadas interiores forem totalmente protegidas por elementos de construção, quer à face desse vazio, quer recuadas. Designa-se por altura do pátio a distância, medida na vertical, entre as cotas do átrio de acesso ao interior do vazio e do pavimento do último piso utilizado dando para esse vazio. Designa-se por menor dimensão do pátio interior a distância entre: a) Topos das lajes da galeria – átrios abertos; b) Elementos verticais de fachada – átrios cobertos fechados; c) Topos das lajes e elementos verticais – átrios abertos de um lado e fechados do outro.

PAVILHÃO DESPORTIVO - Edificação permanente, fechada e coberta, predominantemente destinada a manifestações de natureza desportiva ou à prática de atividades desportivas, com ou sem assistência pelo público.

PÉ-DIREITO DE REFERÊNCIA - Média aritmética do maior e do menor dos pés-direitos de um local ou de uma via de evacuação coberta. Quando existir teto falso, este só deve ser tido em conta se o somatório das áreas das aberturas nele praticadas for inferior a 40% da sua área total, ou se o espaço compreendido entre o teto falso e o teto real estiver preenchido em mais de 50% do seu volume.

PISO DE SAÍDA - Piso através do qual se garanta a evacuação das pessoas para local seguro no exterior. Se este piso for desnivelado relativamente ao plano de referência, deve ser ligado a ele através de um caminho de evacuação.

PLACA DE ESTACIONAMENTO DE AERONAVES - Espaço exterior numa aerogare destinado ao parqueamento, abastecimento ou manutenção de aeronaves, no qual se pode proceder ao embarque e desembarque de passageiros.

PLANO DE ACTUAÇÃO - Documento, componente do plano de emergência, no qual está indicada a organização das operações a desencadear pelo delegado e agentes de segurança, em caso de ocorrência de uma situação perigosa.

PLANO DE EMERGÊNCIA INTERNO - Documento no qual estão indicadas as medidas de autoproteção a adotar por uma entidade, para fazer face a uma situação de incêndio nas instalações ocupadas por essa entidade, nomeadamente a organização, os meios humanos e materiais a envolver e os procedimentos a cumprir nessa situação. Contém o plano de atuação e o de evacuação.

PLANO DE EVACUAÇÃO - Documento, componente do plano de emergência, no qual estão indicados os caminhos de evacuação, zonas de segurança, regras de conduta das pessoas e a sucessão de ações a terem lugar durante a evacuação de um local, estabelecimento, recinto ou edifício, em caso de incêndio.

PLANO DE PREVENÇÃO - Documento no qual estão indicados a organização e os procedimentos a adotar por uma entidade para evitar a ocorrência de incêndios, e para garantir a manutenção do nível de segurança decorrente das medidas de autoproteção adotadas, e a preparação para fazer face a situações de emergência.

PLANO DE REFERÊNCIA - Plano a partir do qual se mede a Altura dos Edifícios, considerado um dos principais fatores de risco de incêndio. É o plano de nível, à cota de pavimento do acesso destinado às viaturas de socorro, medida na perpendicular a um vão de saída direta para o exterior do edifício. No caso de existirem dois ou mais planos de referência, por exemplo, principal e tardoz, é considerado o mais favorável para as operações dos bombeiros, isto é, o de menor cota para os edifícios com pisos total ou parcialmente enterrados e o de maior cota para os restantes.

PLANO DE SEGURANÇA - Conjunto de medidas de autoproteção (organização e procedimentos) tendentes a evitar a ocorrência de incêndios e a limitar as suas consequências. É composto pelos Registos de Segurança, pelo Plano de Prevenção, e pelo Plano de Emergência Interno.

PLANO PRÉVIO DE INTERVENÇÃO - Documento elaborado por um corpo de bombeiros onde se descrevem os procedimentos, antecipadamente estudados, para uma intervenção de socorro.

PLANTA DE EMERGÊNCIA - Peça desenhada esquemática referente a um dado espaço, com a representação dos caminhos de evacuação e dos meios a utilizar em caso de incêndio, contendo ainda as instruções gerais de segurança aplicáveis a esse espaço. Deve estar conforme a NP 4386.

POSTO DE SEGURANÇA - Local permanentemente vigiado dum edifício onde é possível controlar todos os sistemas de vigilância e de segurança, os meios de alerta e de comunicação interna, bem como os comandos a acionar em situação de emergência.

PREVENÇÃO CONTRA INCÊNDIO - Conjunto de medidas e atitudes destinadas a diminuir a probabilidade de eclosão de um incêndio.

PRIMEIRA INTERVENÇÃO - Medida de autoproteção que consiste na intervenção no combate a um incêndio, desencadeada imediatamente após a sua deteção pelos ocupantes de um edifício, recinto ou estabelecimento.

PRODUTOS DE CONSTRUÇÃO - São os materiais de construção, os elementos de construção e os componentes isolados ou em módulos de sistemas pré-fabricados ou instalações, que permitem que as obras obedeçam às exigências essenciais, destinados a serem incorporados de forma permanente nas obras e a serem como tal colocados no mercado.

PROTECÇÃO CONTRA INCÊNDIO - Conjunto de medidas e atitudes destinadas a limitar os efeitos de um incêndio.

PÚBLICO - Ocupantes de um edifício ou de um estabelecimento que não residem nem trabalham habitualmente nesse espaço.

Precisa de ajuda?